29 de julho de 2022 Miguel Silva

Exportações de Calçados Têm Incremento de 67% no Semestre

Dados elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados apontam que, entre janeiro e junho, as exportações do setor somaram 75 milhões de pares, que geraram US$ 651,6 milhões, incrementos de 31,3% em volume e de 67,5% em receita no comparativo com o primeiro semestre de 2021. Segregando apenas o mês de junho, as exportações somaram 10,7 milhões de pares e US$ 112,9 milhões, altas tanto em volume (+37,6%) quanto em receita (+72,5%) na relação com o mesmo mês do ano passado.

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, avalia que os números apontam para uma recuperação plena do período pré-pandemia, em 2019. “O semestre situou-se 35,6% e 30,9% acima do mesmo período de 2019, em valor e pares”, conta o executivo, ressaltando que as exportações estão sendo impulsionadas, principalmente, pelos Estados Unidos e por países vizinhos, caso do Chile.

“Os Estados Unidos, o principal destino das exportações de calçados, já dobraram o volume importado. Já no caso do Chile, nossos embarques para lá já aumentaram quase 120% no semestre”, comenta Ferreira.

Estados

Respondendo por 46% do total gerado pelas exportações de calçados, o Rio Grande do Sul é o maior exportador do setor. No primeiro semestre, partiram das fábricas gaúchas 21,67 milhões de pares, que geraram US$ 299,4 milhões, altas de 54,3% em volume e de 79,5% em receita em relação aos primeiros seis meses de 2021.

O segundo maior exportador do setor é o Ceará. Entre janeiro e junho, a indústria calçadista cearense embarcou 22,5 milhões de pares, que geraram US$ 142,9 milhões, altas de 25,3% e 49,7%, respectivamente, ante o mesmo intervalo do ano passado.

No terceiro posto entre os exportadores de calçados apareceu São Paulo. No semestre, os calçadistas paulistas embarcaram 4,9 milhões de pares por US$ 64,9 milhões, incrementos de 15% e 50,5% ante o mesmo ínterim de 2021.

Com incrementos de 43,6% em volume e 86,2% em receita, Minas Gerais foi o quarto estado exportador do período. Entre janeiro e junho, as fábricas mineiras embarcaram 7,18 milhões de pares, que geraram US$ 42,45 milhões.

Destinos

Principal destino dos calçados brasileiros no primeiro semestre, os Estados Unidos importaram 11,94 milhões de pares verde-amarelos, que geraram US$ 181,8 milhões, incrementos de 88% em volume e 106,7% em receita na relação com o mesmo período do ano passado.

O segundo destino do calçado exportado foi a Argentina. No semestre, foram embarcados para lá 8,2 milhões de pares por US$ 90,67 milhões, incrementos de 61,2% em volume e 88,3% em receita na relação com o intervalo correspondente de 2021.

No terceiro posto aparece a França. Nos seis meses, os franceses importaram 4,6 milhões de pares, pelos quais foram pagos US$ 36,8 milhões, altas de 36,8% e 31,6%, respectivamente, ante o ano passado.

A surpresa da lista de destinos é o Chile, que passou de 9º destino em 2021 para 4º destino no primeiro semestre deste ano. Nos seis meses, foram exportados para lá 1,4 milhão de pares, que geraram US$ 36,8 milhões, incrementos de 99,2% em volume e 119,7% em receita no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Fonte: Abicalçados.

Você também vai gostar de ler: