31 de março de 2021 Miguel Silva

O mundo já produziu 8,3 bilhões de toneladas métricas de plástico desde 1950 até hoje.

A solução? Reciclar, Reutilizar, Reduzir as emissões: Investir na economia circular!

Imagem extraída do site da Henkel promovendo o Fórum de Sustentabilidade (Sustainability Fórum).

Os materiais de embalagem, como o plástico, têm muitas vantagens, mas sua onipresença criou um novo conjunto de desafios para nós. Como podemos promover o uso responsável do plástico dentro de uma economia circular e combater o problema dos resíduos plásticos por meio da reciclagem? Como podemos acelerar o desenvolvimento da economia circular em toda a nossa cadeia de valor e, assim, ajudar a proteger o clima?

Plástico em todos os lugares: O plástico é essencial para a vida cotidiana. Desde que foi colocado à venda como um produto manufaturado em massa no início dos anos 1950, a humanidade produziu 8,3 bilhões de toneladas métricas de plástico. As questões relacionadas, entretanto, agora se tornaram muito aparentes.

Jornais, documentários de TV e mídias sociais publicam regularmente imagens e reportagens chocantes sobre resíduos de plástico. O cerne do problema é que muitos países coletam e reciclam resíduos de forma inadequada e os cidadãos não sabem a maneira correta de fazer o descarte dos resíduos. Ao mesmo tempo, a maioria dos tipos de plásticos levam centenas de anos para se biodegradar. Isso torna o estabelecimento de um sistema funcional de gerenciamento de resíduos e reciclagem de materiais plásticos ainda mais importante.

Plástico como material de embalagem

O plástico é agora o material padrão para um grande número de aplicações. Por exemplo, o plástico é frequentemente usado para embalagens porque é capaz de cumprir uma gama impressionante de funções – desde garantir que os produtos permaneçam intactos durante o transporte e uso, até fornecer a quantidade certa de produto embalados em quilos, gramas, litros, etc.

Como a embalagem de plástico pesa menos do que outras alternativas, ela pode até mesmo reduzir a pegada de carbono criada durante o transporte.

Isso significa que o plástico não é ruim por si só – mas que pode ser um material valioso. O problema vem da forma como o plástico é usado, e é aí que o conceito de economia circular entra em jogo.

Fechando o Ciclo

Muitas organizações ambientais argumentam que proibir o uso de plástico seria irreal devido às suas propriedades únicas. Em vez disso, a maneira mais eficaz de lidar com o impacto do plástico em nosso planeta é transformar nosso modo de vida moderno e adotar um sistema no qual todos os materiais usados podem ser reutilizados ou reciclados repetidamente.

Essa solução – conhecida como economia circular – reduziria o desperdício, diminuiria o consumo de recursos e reduziria a poluição ambiental. Dois requisitos devem ser definidos para que a abordagem de reciclagem seja bem-sucedida:

Em primeiro lugar, os fabricantes devem considerar a reutilização e a reciclabilidade dos materiais que escolherem durante a fase de design; e em segundo lugar, os sistemas públicos de reciclagem devem ser implementados globalmente, como o “Ponto Verde” na Alemanha.

Como parte de nosso programa Embaixador de Sustentabilidade, lançamos nossa iniciativa global Trashfighter. Reúne nossos funcionários na luta contra o lixo plástico em parques locais, em praias e margens de rios em todo o mundo. Dessa forma, pretendemos conscientizar sobre os resíduos no meio ambiente e incentivar o avanço em direção a uma economia circular, onde tudo é reaproveitado e nada é desperdiçado. Imagem extraída do site da Henkel.

Repensando nosso design de embalagem

O design de embalagem bem pensado desempenha um papel central na economia circular, especialmente quando se trata de substituir novos materiais por alternativas recicladas. Graças a conceitos inteligentes que trabalham com materiais mais sustentáveis em menores quantidades, podemos reduzir significativamente o desperdício e seu impacto negativo no meio ambiente.

Para transformar uma economia linear em circular, os conceitos de embalagem precisam ser repensados para permitir que os materiais sejam preservados ao longo dos ciclos econômicos. Parcerias ao longo de toda a cadeia de valor serão essenciais para impulsionar o desenvolvimento de soluções de embalagens reutilizáveis, recarregáveis e, o mais importante, duráveis.

Reduzindo nossa pegada ambiental juntos

A Henkel está ativamente envolvida em várias parcerias com o objetivo de impulsionar o progresso em direção a uma economia circular. Por exemplo, estamos participando da New Plastics Economy, uma iniciativa liderada pela Ellen MacArthur Foundation que reúne as partes interessadas para redesenhar o futuro dos plásticos.

Também estamos fazendo parceria com o Plastic Bank, uma empresa social que visa impedir o plástico oceânico e oferecer oportunidades para pessoas em situação de pobreza, permitindo-lhes ganhar dinheiro ou serviços removendo resíduos do meio ambiente e disponibilizando-os para reciclagem.

Além disso, somos um membro fundador da Aliança global para eliminar o desperdício de plástico. A Aliança desenvolverá e aumentará a escala de soluções que irão minimizar e gerenciar os resíduos de plástico. Também promoverá soluções para plásticos usados, possibilitando uma economia circular.

Fonte: Site Henkel.

, , , ,